O que fazer com os pertences de quem já faleceu?

3 minutos para ler

Se você passou por uma perda recente e está se perguntando o que fazer com os pertences de quem já faleceu, veio ao lugar certo.

Isso porque hoje vamos ver algumas dicas que podem ajudar para que esse processo seja menos doloroso e difícil.

Primeiros passos para lidar com os pertences de um falecido

Lidar com as coisas que pertenceram a alguém que amamos, mas que já partiu pode ser um processo bastante doloroso, desperta uma série de sentimentos difíceis.

Por isso, o primeiro passo é ir com calma e dando um tempo para que você tenha a estrutura necessária para fazer isso corretamente.

A paciência é fundamental em um processo de luto e se você não tiver clareza mental, será ainda mais difícil tomar as decisões necessárias.

Então, fortaleça-se, recupere-se e tenha calma. No momento certo, tudo vai para o seu devido lugar.

Dicas do que fazer com os pertences de quem faleceu

Agora que você já está pronto, vamos conferir algumas dicas que podem ajudar muito na hora de classificar, descartar, guardar ou doar os pertences de um ente querido que partiu:

1. Documentos

Essa é uma etapa que requer atenção, pois é preciso analisar todos esses documentos com tranquilidade.

A dica é guardar os papeis mais importantes por um tempo, pois pode ser preciso apresentá-los para fins de comprovações em alguns casos, incluindo divisão de bens.

Procurar um advogado pode ajudar muito para entender o valor de cada documento e a necessidade de mantê-lo ou não.

2. Roupas e sapatos

Quando a dúvida é sobre o que fazer com os pertences de quem faleceu, esse é um ponto bastante doloroso.

Dependendo de como você lida com a partida da pessoa, até pode ficar com algumas peças de roupas ou sapatos.

Contudo isso não é muito recomendado, pois elas podem se tornar um gatilho para sentimentos difíceis e tristes.

A sugestão é selecionar as roupas que estão em bom estado e depois doar a quem precisa.

Vale lembrar que há muitas instituições carentes que vivem de doações, incluindo asilos, igrejas e abrigos.

3. Itens especiais

Alguns itens têm um significado mais profundo e maior importância.

Por isso, a sugestão nesse caso é criar uma caixa de lembranças onde você vai colocar esses objetos mais especiais.

Eles podem ser fotos, cartas, aliança, um bibelô que a pessoa amava ou outros.

O mais importante é recordar que as verdadeiras lembranças vão muito além desses objetos.

4. Devolva itens emprestados

Muitas vezes a pessoa falecida tinha algum item emprestado de outra. Por isso, é legal falar com as pessoas próximas e perguntar a respeito.

Considere também os itens que podem ter um valor especial para algum familiar ou amigo especificamente.

Pode ser um casaco de um amigo, um jogo de tabuleiro do irmão, um refratário da tia. O mais importante é dar um destino a tudo.

Pronto, se você se pergunta o que fazer com os pertences de quem já faleceu, aproveite essas dicas que podem ajudar muito!

Conheça os planos assistência familiar da Riopae entrando com contato com a central de atendimento para tirar todas as dúvidas!

Posts relacionados

Deixe um comentário