Covid-19 e os impactos na saúde mental

3 minutos para ler

Se tem um ano que foi pesado para todo mundo, foi 2020. Uma série de acontecimentos mundiais afetou a vida todas as pessoas, de uma forma ou de outra. E o principal fenômeno que ocasionou tudo isso foi a pandemia da COVID-19. A necessidade de isolamento e a proibição de aglomerações afetou intensamente o cotidiano de todo mundo.

E algo que afeta de forma tão profunda a vida pessoal e profissional não poderia deixar de afetar a saúde mental das pessoas, certo? De fato, muitos estudos comprovaram os efeitos da pandemia em diversas condições mentais. Muitas pessoas que já estavam sofrendo de algum transtorno mental antes da COVID perceberam um agravamento durante o período que se sucedeu a pandemia. Os psiquiatras brasileiros relataram um aumento de, praticamente, 50% na busca por consultas esse ano.

A seguir, entenda um pouco melhor como a COVID-19 afetou os quadros de depressão, ansiedade e também os distúrbios do sono. Por fim, daremos algumas dicas de como se prevenir contra essa situação.

Os efeitos da pandemia na depressão

Não só houve um aumento expressivo de casos de depressão durante esse período, como as pessoas que já tratavam esse quadro tiveram uma piora. Esse pelo menos é o relato da maioria dos psicólogos. E isso faz bastante sentido, uma vez que as mudanças comportamentais trazidas pelo período de isolamento estão intrinsicamente ligadas à depressão.

A letargia de ficar majoritariamente em casa, aliada à falta de contato com pessoas diferentes, é um combustível para o estado depressivo. Como se não bastasse, o fato de quase não sair de casa faz com que as pessoas se exponham menos à luz solar. Já é comprovado que a vitamina D é essencial no combate à depressão, então isso também tem afetado muito quem apresenta quadros depressivos.

Foto: Freepik

Os efeitos da pandemia na ansiedade

Muitas pessoas desenvolveram ansiedade durante o período de pandemia. Já chamada várias vezes de ‘o mal do século’, a ansiedade faz parte do cotidiano de boa parte da população e não tem sido nada fácil administrar os sintomas desse transtorno durante a quarentena.

A ansiedade está profundamente ligada ao medo e essa tem sido uma das sensações mais presentes nos últimos tempos – sendo a doença mental que mais registrou aumento de casos desde o surgimento do coronavírus. Há o medo da infecção, a falta de perspectiva de emprego e a famosa pergunta do ‘e depois?’.

Os efeitos da pandemia nos distúrbios do sono

Os distúrbios do sono, em especial a insônia, também apresentaram um aumento significativo no surgimento da pandemia. Não se preocupe se você estiver com dificuldades para dormir, pois definitivamente não é só você. Seja pela ansiedade ou pelo estresse emocional, ou até mesmo pelo fato de as pessoas não saírem e se exercitarem menos, os problemas de sono têm sido uma pandemia por si só nesse período.

Para proteger a sua saúde mental durante esse período, faça muitos exercícios físicos e tente se manter ocupado. Porém, se você achar que precisa de ajuda, consulte um psicólogo ou psiquiatra. Entre em contato com a Riopae e conheça nossos planos que garantem desconto no atendimento psiquiátrico da Clinipae.

Posts relacionados

Um comentário em “Covid-19 e os impactos na saúde mental

Deixe um comentário